domingo, fevereiro 21, 2010

No dia 10 de Abril de 2010 venho cá de propósito só para escrever que já ninguém coloca um post neste blog há 2 anos.

Se calhar vou mentir.

quinta-feira, abril 10, 2008

A partir de agora, sempre que me referir a Deus vou deixar de usar letra maiúscula.
Ok, a partir de agora.

quinta-feira, janeiro 03, 2008

Não percebo..

... as pessoas e o quê que têm contra a nova lei do tabasco.

terça-feira, julho 17, 2007

QI<0

Alguem: "Criei um blog vai fazer uns meses!"
Eu: "Ai sim..."
Alguem: "É tipo um diário onde posso desabafar."
Eu: "É mais barato que um psicólogo,realmente..."
Alguem: "Mas eu nunca fui a um psicólogo..."
(...)

Fodasse.

sexta-feira, junho 29, 2007

Modernices de hoje em dia

"Olha ali um smart estacionado a ocupar o lugar de um carro!"

domingo, fevereiro 04, 2007

Daqui asterisco, responda terra

Pois parece que isto está um bocado parado. A malta tem mais que fazer e depois é preciso estes reptos desesperados das nossas fãs. Pelo menos nós queremos acreditar que são nossas fãs e não nossos fãs.

domingo, setembro 24, 2006

O que não mata engorda

Era só p'ra avisar aquelas pessoas que dizem "o que não mata engorda", quando apanham comida do chão, que um dia destes, deixa de engordar.
Era só isto. Prossigam.

quinta-feira, junho 15, 2006

Apelo em altura de exames:

Procura-se estrela da sorte. Última vez vista a reluzir brilhantemente num exame de electromagnetismo há cerca de 2 anos atrás. Quem souber o seu paradeiro, faça favor de o reportar neste espaço. Eu e a minha carreira académica agradecemos.
Muito obrigado.

quarta-feira, abril 19, 2006

Na casa real portuguesa:

D.Duarte: "Oh filho não comas a sopa tão rápido que engasgas-te".
Filho: "Oh pai.. Rápido é o meu nome do meio!"
D. Duarte: "ein?"
Filho: "Afonso de Santa Maria João Miguel Rápido Gabriel Rafael Herédia de Bragança"

domingo, abril 09, 2006

Incongruências

Já não escrevia um post há que tempos. É p'ra verem bem ao tempo que eu não tinha um momento só p'ra mim. Também não tenho nenhum assunto aparente para discutir. O Sócras subiu os impostos, o Cavaco é o presidente, o Porto está em primeiro, a tvi tem um reality show com pessoas famosas, o hi5 está na moda, enfim, tudo normal. Apenas posso referir que a quaresma está a acabar, portanto as pessoas já vão poder comer carne às sextas-feiras. O sacrifício de comer marisco, bacalhau, cherne e por aí fora está a acabar.
Era só isto.

quarta-feira, março 15, 2006

Parabens pás!!!

Parece-me óbvio que o Hi5 é, no fundo, uma linha erótica, usada sobretudo por pitas (estas com fotos que a maioria das vezes obriga-nos a insulta-las...) e pedófilos (que não têm culpa nenhuma, as pitas provocam e depois admiram-se...). Alguem já descreveu o fenómeno Hi5 como "selva de imbecilidade", penso que realmente a palavra selva é um bocado forte...
Isto de criticar o Hi5 é giro e tal mas tambem tem coisas boas, como por exemplo o pré aviso dos aniversários dos nossos "friends"...e avisa mais que uma vez e tudo, o que dá pra ver que se preocupa. E isso é importante. O pior é que nem assim me lembro dos anos do pessoal...fdx.

segunda-feira, janeiro 09, 2006

Ahhh, então é isso

Aquela coisa de 1 em cada 10 portugueses ser homossexual explica mesmo porquê que um gajo com uma carta de ligeiros pode no máximo conduzir uma carrinha de 9 lugares.

domingo, janeiro 08, 2006

A última moda agora passa pelo uso de auriculares. Sim senhor, não estou aqui para questionar a utilidade destes, já que um condutor que use um pode, com toda a certeza, ter mais cuidado na condução do seu veículo. Se estivermos a referir-nos a uma viatura da empresa já não é bem a mesma coisa. É p'ra estragar e é, portanto tanto faz conduzir com uma mão, com as duas ou até três (ohh diabo). Em relação à legislação, esta é cada vez mais apertada. Aliás, a conversa com o agente da autoridade hoje em dia é "Não não senhor polícia, não tenho cinto, nem seguro nem carta de condução e estou aqui a cair de bêbado, mas tenho auricular".

sexta-feira, dezembro 23, 2005

Brinquedos

As raparigas têm pequenos fogões e tábuas de engomar em miniatura, com o qual se entretêm enquanto não é preciso ir mudar a fralda ao boneco cagão que além do mais também chora de vez em quando. Por outro lado, os rapazes têm ao seu dispor todo o tipo de armas letais que os chineses conseguem fazer com plástico ou até umas luvas gigantes em forma de mão de Godzilla ou incrível Hulk, que calçam para andar à bofetada uns com os outros. E é assim que se começa a incutir o sexismo bem cedo nas pessoas.

segunda-feira, novembro 28, 2005

Não passes dos limites, pá

Acho estranho esta coisa nova dos padres não poderem ser homossexuais. Parece que querem reduzir o número de padres aí para a sua metade, digo eu. Deve haver um movimento secreto contra eles, tendo em vista a extinção desta tão nobre profissão. A próxima medida e simultâneamente golpe fatal será, provavelmente, a proibição de práticas pedófilas por parte dos padres.

terça-feira, setembro 27, 2005

Nem merece título

Vêm aí as eleições para a presidência da república. Grande cena, mal se pode esperar... Algo me diz que desta vez, pela idade dos candidatos, a corrida a Belém deve ser praí de cadeira de rodas ou bengala.

domingo, setembro 04, 2005

O diabo anda à solta

tenho dito...

sábado, setembro 03, 2005

Até dói!

"TAZ MUITO JIRA NESTA FOTO PARESES 1BOMECA MUITO FOFA MUITO OBRIGADO TERES ACEITO SER MINHA AMIGA XAU BEIJOKAS" in hi5

Quando sou confrontado com tais espancamentos à língua portuguesa, dignos de a por em coma por alguns tempos, confesso que morro um pouco por dentro.

P.S. Ela não era assim tão gira.

quarta-feira, agosto 31, 2005

Estou enganado?

Os tempos mudam. Hoje em dia a nossa televisão é invadida por programas cuja transmissão seria impensável antigamente. Pela sua temática, conteúdo, nível de sarcasmo, etc. Ora vejamos uma série que tem tido sucesso nos EUA, bem como no nosso país: "As donas de casa desesperadas". Tudo bem, mostrem o dia-a-dia de um grupo de mulheres e as suas aventuras com os taxos lá de casa. Tem um enredo cativante, personagens fortes, cenários aprazíveis, gajas boas, ou seja, tem tudo para ter sucesso. Contudo o nome poderia ser repensado. Exigia-se um nome um pouco mais elaborado que exigisse uma tradução menos ortodoxa, tradução essa que seria alvo de chacota num espaço como este. Por este andar, o próximo êxito televisivo será "desperate rebarbads punheteers", ou em português, "punheteiros rebardados desesperados".

terça-feira, agosto 16, 2005

Fire in the hole

Os incêndios lavram um pouco por todo o país, e isso preocupa toda a classe política, contudo faltam soluções. É óbvia a mão criminosa na maior parte deles. A frase do momento é: "era atá-los a um pinheiro e pegar-lhe fogo". A minha frase vai ser: "era legalizar as drogas leves".
O pessoal tem que queimar alguma coisa e tem. E não vejo incêndios nas imediações dos recintos dos festivais de verão.

Ah, afinal é isso

Nada como estar de férias para acordar às tantas, sair à noite todos os dias, beber cerveja como quem bebe água, ir à praia, ver umas babes, etc... e isto tudo sem correr o risco de chumbar por faltas.

sábado, julho 30, 2005

Rated R

Foi há mais ou menos um ano que isto tudo começou. Podiamos fazer como o resto do pessoal e dizer que é uma data importante, agradecer à meia dúzia de visitas regulares a fidelidade de um ano, entre outras coisas. Mas não foi assim que tudo começou, não é esta a essência deste blog. Por isso, ao fim de um ano, resta dizer: "Grande fígado!".

Ou não é?

Acho mal uma pessoa chegar a casa ligeiramente embriagada, querer alterar no messenger o seu estado de "ausente" e não haver a opção "como um cacho". É um bocado chato.

domingo, julho 03, 2005

Porta-a-porta

As portas de estabelecimentos públicos representam, na minha opinião, um dos maiores paradoxos da nossa sociedade. Bem que pode dizer "puxe" que uma pessoa vai ter o impulso de empurrar. Se, por outro lado, estiver lá um letreiro a dizer "empurre", claramente que a pessoa vai puxar aquela porta. Isto pode ser visto por muitos como um atestado de estupidez passado ao cidadão comum - no qual me incluo -, mas eu prefiro ver como uma oportunidade de usar o espaço de "puxe" ou "empurre" para deixar uma mensagem que tenha realmente importância para o mundo. Por exemplo, se ao alcançar uma porta eu visse um letreiro a dizer "É nos momentos de decisão que o seu destino é traçado. (Anthony Robbins)" eu não iria hesitar entre puxar ou empurrar esta porta, já que me iria dar vontade de a pontapear.

sexta-feira, julho 01, 2005

Tipo quando muda a hora

Já que estou a pagar mais 2% de IVA na net bem que posso aproveitar para escrever um post.

quarta-feira, junho 29, 2005

A cena

Todos recorremos à "cena". A "cena" está para a resolução de todo e qualquer problema como o mel está para o chá de limão em altura de muitas gripes. E a "cena" é muito simples: juntamente com meia dúzia de termos mais ou menos técnicos, faz-se passar pela coisa mais complexa que se possa pensar existir. Podemos ver, como exemplo, a teoria da bomba atómica, que todos sabemos que vem da famosa "E=mc^2" e apareceu por acaso quando o Einstein estava a tentar inventar algo que servisse para satisfazer a "cóceguinha" da sua companheira. " se a comichão é na omoplata é um bocado do tipo... tàs a ver aquilo dos núcleos e da fissão entre eles? Olha, fazemos essa cena colidir toda e tá safo"

sábado, junho 18, 2005

Primeiro post sem a palavra "exames"

ora f#$%@£§

domingo, junho 05, 2005

Exames?

Não há altura e local melhor para observar espécies do sexo feminino em plena transpiração cerebral e decotes arrojados que na época de exames e na biblioteca da universidade. Dá mesmo vontade de chegar a uma dessas meninas de busto robusto e silhueta cintilante e cantar a altos berros o grande hit da musica disco "Can´t touch this.." parando logo de seguida com um ar pervertido e a seguinte expressão: "excepto tu.. tu podes tocar.."

sábado, junho 04, 2005

Outra vez exames? E semanas académicas, ja foram?

Inspirado na época de exames que se atravessa (pelo menos para alguns), vou colocar uma questão, em jeito de fórum: "Copiar, sim ou não? Justifique a sua resposta."
A primeira parte da pergunta será meramente estatística. À segunda parte está reservada quase a totalidade da cotação e visa que o aluno atinja os seguintes objectivos: MANEIRAS EFICIENTES?
A Comissão agradece.

domingo, maio 29, 2005

Just think about it

Nada diz melhor "o crime não compensa" do que o carácter abrasivo daquele papel higiénico que um gajo rouba no wc da cantina.